Make your own free website on Tripod.com

São títulos de renda variável, emitidos por empresas de capital aberto ou Sociedades Anônimas(S/A). As ações podem ser escriturais (existirem apenas nos registros das empresas) ou representadas por cautelas e certificados. O investidor em ações é um co-proprietário da sociedade anônima da qual é acionista, participando de seus resultados. As ações podem ser convertidas em dinheiro, a qualquer momento, através de sua negociação nas bolsas de valores. Os papéis mais negociados de empresas de empresas estatais são conhecidos no mercado acionário como ações de primeira linha ou blue chips. Já os títulos de bancos e grandes empresas privadas são chamados de ações de segunda linha nobre.
A qualquer momento uma empresa pode abrir seu capital. Para isso, corretoras e bancos especializados fazem uma avaliação da firma, determinam o valor do seu capital e o percentual desse montante que será vendido a quem quiser adquirir uma parte da empresa. Todo o processo sofre a fiscalização e autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).          

As ações podem ser divididas em: a) ordinárias: sua principal característica é que conferem o direito de voto aos acionistas em assembléias gerais, além de proporcionar participação nos resultados da empresa; b) preferenciais: não tem direito a voto, mas, em compensação, tem prioridade no recebimento de dividendos e no reembolso de capital, no caso de dissolução da sociedade.

Existem duas formas de ações: a) Nominativas: Cautelas ou certificados que apresentam o nome do acionista, cuja transferência é feita com a entrega da cautela e a averbação de termo, em livro próprio da empresa, identificando o novo acionista; b) Escriturais: Não representadas por cautelas ou certificados, funcionam como uma conta corrente, onde os valores são lançados a débito ou a crédito dos acionistas, não havendo movimentação física de documentos.

A forma mais tradicional de se obter uma rentabilidade nas ações é a de comprar por um determinado preço e vender por outro melhor, quando os preços subirem no mercado à vista. Também o acionista pode ganhar com a distribuição de dividendos ou participações no lucro da empresa, na forma de créditos em dinheiro(dividendos) ou em novas ações(bonificação).

Dividendo é conceituado como a participação nos resultados de uma sociedade, quando o balanço é positivo. De maneira geral, as empresas optam por distribuir parte dos lucros aos acionistas e reservar uma parcela para reinvestimento.

As bonificações em ações são dadas quando há aumento de capital, após a incorporação de reservas e lucros. São distribuídas gratuitamente aos acionistas, em quantidade proporcional à posição de cada investidor.

Bonificações em dinheiro podem ser dadas mas em caráter de excepcionalidade.