Make your own free website on Tripod.com

Por que observar se a empresa tem liquidez no mercado é importante?


Por Julio Brant
Repórter, InvestShop.com

Imagine se você gastar todas as suas economias comprando aquele carrão importado e, na hora de revendê-lo, não conseguir comprador? Ou, pior, não recuperar nem metade do dinheiro investido? É mais ou menos assim quando se negocia a compra de ações de uma empresa que não tem boa liquidez no mercado.

O conceito teórico (e prático, também) de liquidez é a capacidade de um título ser convertido em moeda, ou seja, quanto mais rápido e em melhores condições o papel for negociado, maior é sua liquidez. O título de maior liquidez em uma economia é o papel-moeda, ou seja, o dinheiro nosso de cada dia. Por quê? Simples. Ele pode ser trocado a qualquer hora, por qualquer bem que tenha seu valor correspondente.

Segundo Rafael Parga, responsável pela área de Renda Variável do Investshop, é muito importante saber se a empresa tem boa liquidez no mercado. “Dessa forma, o cliente pode diminuir os riscos de perder dinheiro por não ter tido condições de negociar os seus papéis no momento mais adequado”, explica.

A questão da liquidez se torna mais acentuada em momentos como esse, em que o mercado está bastante volátil. “Quando o mercado encontra-se em situação de alta volatilidade, como agora, a variação de valores dos papéis de uma empresa é muito freqüente. Nesse cenário, um papel de baixa liquidez se torna ainda mais difícil de ser negociado”, complementa Rafael.

Para saber se uma empresa tem boa liquidez no mercado, você deve observar alguns detalhes importantes:

1. Analise o índice de negociação diária da empresa. Desta forma, você terá uma noção de quanto foi negociado em torno dessa empresa no período (normalmente, a análise é feita em um período de 21 dias).

2. Procure saber qual é o valor de mercado (market cap) da empresa. Assim, você estará ciente de que, pelo menos naquele dia, os papéis da empresa estão sendo negociados a um valor satisfatório. Com esses números em mãos, você pode, ainda, ter noção do tamanho da empresa e o valor dela que é negociado no mercado. Quanto maior ela for e maior o valor negociado em bolsa, mais fácil de negociar seus papéis;

3. Descubra entre os operadores do mercado se os papéis da empresa que você está analisando estão concentrados na mão de pouco acionistas. Isso porque, quanto mais concentrados os papéis, mais difícil será negociá-los com freqüência. Mas atenção, não há nenhum tipo de fonte oficial para esse tipo de informação. Portanto, vale mais a experiência e o feeling do consultor.

Veja o comparativo dos itens de maior importância para detectar se uma empresa tem ou não boa liquidez no mercado:

Itens para análise

EMPRESA A

EMPRESA B

Volume médio negociado $ (21d)

10,552 k maio/2000

194,772 maio/2000

Valor de mercado $ (market cap) em 12.5.2000

4,134 M

273,106 K

Data da última negociação

12.5.2000 – 7d – 1 sem.

12.5.2000 – 7d – 1 sem.

Legenda:

K = x 1.000

M =x 1.000.000

21d = média dos últimos 21 dias

7d = sete dias

1 sem. = uma semana

Observação: Dados como os acima podem ser encontrados na seção Raios X.

Conclusão da análise de liquidez das duas empresas:

Observe que a empresa A possui média de negociação diária muito superior a da empresa B. Isso indica maior volume de negociação, o que pode facilitar caso você queira comprar ou vender papéis relacionados a ela.

O valor de mercado da empresa B é muito inferior ao da empresa A. Caso você adquira papéis da primeira pode ficar um pouco difícil de repassá-los em caso de alguma turbulência no mercado.

Apesar de, nesse caso, as duas empresas terem a mesma data como último dia de negociação, isso nem sempre ocorre. Portanto, esteja atento: se a empresa em que você está de olho tiver sido negociada há mais de três dias da data de pesquisa, desconfie. Ela pode não ser negociada com muita freqüência e, aí, quando você quiser se desfazer dos papéis, se verá preso ou terá que vendê-los a preços mais baixos do que os que comprou.