Make your own free website on Tripod.com

FUNDO IMOBILIÁRIO

 

§         Queda das taxas de juros (o cenário vislumbra uma taxa de 14% no final de 2001, seguindo uma tendência de queda);

§         Tradicional interesse do investidor brasileiro por imóveis;

§         Diversificação nas aplicações

A convergência desses três elementos está fazendo com que o mercado financeiro aposte neste ano de 2001 no crescimento dos fundos imobiliários voltados para pequenos e médios investidores.

            O que é um Fundo Imobiliário?

1.    O Fundo Imobiliário tem sua constituição semelhante aos fundos de renda variável (ações) e de renda fixa. Seu patrimônio é dividido em cotas;

2.    Um fundo pode ser formado por um único imóvel ou vários, assim como parte de um ou mais imóveis;

3.    A administração é feita por uma instituição financeira e está sujeita a fiscalização da CVM;

4.    Os Fundos Imobiliários são fechados, não havendo o resgate das cotas. Para liquidar o investimento, o cotista tem de vender suas cotas a terceiros, assim como ocorre no caso de quem possui ações de uma companhia aberta;

5.    Os rendimentos estão sujeitos à tributação do Imposto de Renda. A taxa cobrada é de 20% e é recolhida na fonte;

6.      Há também a cobrança de taxas de administração, que variam conforme a instituição;

7.      Dos 57 Fundos Imobiliários hoje existentes no mercado, apenas três são destinados a pequenos e médios investidores. Em 2001, porém, cerca de 10 novos produtos devem ser lançados para atender o varejo.

Apesar da atratividade dita no início, um ponto, porém, é destacado por consultores do setor: a questão da liquidez. O produto é pouco conhecido no país, o que dificulta a sua comercialização.

            Outro ponto que deve ser ressaltado é a necessidade de o investidor analisar a viabilidade do empreendimento imobiliário. Deve-se considerar que a demanda por prédios comerciais classe A é grande, enquanto por prédios das classes B e C não é. Os prédios ficam obsoletos, assim como há regiões que entram em decadência. O que é bom hoje, amanhã pode não ser mais.

            O Fundo Imobiliário deve ser visto como um empreendimento de longo prazo.

            Os Fundos de Pensão são os maiores investidores do setor imobiliário brasileiro, com imóveis que não chegam a render 3% ao ano. Um verdadeiro mico, que não consegue ser vendido nem com desconto de 80%.

            Em alguns Fundos Imobiliários, faz parte do projeto a comercialização de cotas em Bolsas de Valores, justamente para garantir mais liquidez ao investidor. Outra alternativa para oferecer mais liquidez é lançar “fundos de fundos”. Ou seja, um fundo composto por cotas de outros fundos, como acontece hoje no mercado financeiro com os FAC´s e os FIF´s.

            No ano de 2001 deverão ser lançados novos Fundos Imobiliários pela CEF, SUDAMERIS, BANCO DO BRASIL, BRAZILIAN MORTGAGES, BRAZIL REALTY e INPAR.

            Você já pensou em possuir cotas de um grade Shopping Center paulista ou outro imóvel similar?